Nossa História

VEJA A GALERIA DE FOTOS ENTRE 2001 à 2010

COMO TUDO COMEÇOU…

Queremos compartilhar com você, a visão que Deus tem nos dado através desse ministério. Lembro-me bem de como nasceu a forma de evangelismo utilizada pelo Conexão ide. Estávamos eu, o irmão Eduardo Freitas e o Anderson Alexandre, reunidos ao som de um velho violão, em frente a escola de uma pequena cidade do Rio Grande do Norte. Aos poucos, vários alunos nos rodeavam, procurando saber o que se passava ali. Não demorou muito, para que falássemos sobre a alegria de servir a Jesus. Nossa igreja sempre trabalhou com cultos nas escolas. E foi aí que o irmão Eduardo aproveitou para falar sobre estes trabalhos aos alunos que nos ouviam. Um deles com espontaneidade perguntou: Vocês vão fazer isto aqui? E o Eduardo respondeu que talvez, numa outra oportunidade. Foi neste momento que o Espírito Santo me tocou. E, naquela mesma noite, fui procurar o diretor da escola. Apresentei-me como um jovem de João Pessoa, que desejava, juntamente com minha equipe, realizar um trabalho de conscientização de jovens em relação às drogas e muitos outros temas da atualidade. Deixando claro de que não se tratava de assuntos religiosos, mas, que tudo seria feito dentro de uma visão cristã. Ele aceitou de cara. E na outra noite, tínhamos 40 (quarenta minutos) para fazê-lo. Voltei com a notícia para o pessoal, que a recebeu com entusiasmo. Na manhã do dia seguinte, em casa de minha tia, nossa preocupação era: O que apresentar (já que não esperávamos esta responsabilidade). Fui pensar um pouco. Quando voltei, Eduardo e o Anderson já haviam bolado uma peça teatral sobre drogas, apresentando Jesus como solução. Então, começamos a pensar nos louvores e na pregação. Chegada a hora, saímos de sala em sala nos apresentando e convidando os alunos ao pátio para o início do trabalho. Quero registrar que não tínhamos caixa amplificada ou microfone. Tudo o que tínhamos era o velho violão e nossas vozes. Enquanto aquela turma de alunos se aglomerava no pátio, eu pensava: E agora!? Minhas pernas tremiam igual a duas varas verdes de bambus. Olhei pra o Eduardo e me lembro bem de sua frase: Agora comece. Foi quando pedi um pouco de atenção e todos fizeram um silêncio que se podia ouvir os grilos cantando. E o irmão Anderson começou a tocar a canção que dizia: Meu pensamento vive em Você, a luz do meu viver, Senhor… Pude contemplar naquele momento um lindo coral formado por muitas pessoas que nem evangélicas eram. E assim o foi durante todo o louvor. Logo após, a peça foi apresentada, e também foi muito aplaudida. Depois da peça, o Irmão Anderson deu uma breve palavra sobre como o mundo tinha coisas ruins para investir nos jovens. Em seguida, eu continuei com uma palavra baseada em Pv 14.12 que diz: Há caminho que ao homem parece direito, mas ao cabo dá em caminhos de morte. Ao término do trabalho fomos procurados por várias pessoas que desejavam conhecer melhor o nosso trabalho. Uma delas, foi um rapaz chamado Berg. Ele trabalhava numa rádio FM comunitária da cidade, e nos convidou para uma entrevista no seu programa. Tivemos uma oportunidade tremenda de evangelizar, falar do amor do Senhor por aquela cidade e convida-los a visitar uma igreja evangélica. O irmão Anderson também recebeu a oportunidade de realizar louvores ao som de voz e violão. Deixamos como presente para aquela rádio um CD gospel para ser executado durante a programação (o que aconteceu). No domingo pela manhã, dia do Senhor, fomos juntos à praça da cidade que fica localizada em frente a uma igreja Católica Romana. O velho violão também estava conosco. Começamos a entoar louvores. Enquanto cantávamos, uma reunião da RCC (Renovação Católica Carismática) estava para acontecer. Alguns dos jovens, dos que estavam naquela escola, nos reconheceram e nos convidaram para assistir tal reunião. Olhei para o Anderson e lembro-me de seu gesto negativo com o olhar. O Eduardo tinha sua expressão de dúvida. Tudo sem deixar transparecer. Foi quando falei: Claro! E todos fomos. Quando chegamos lá, boa parte das canções eram do repertório evangélico e não êxitamos em cantá-las (com exceção dos louvores marianos). O tema daquela reunião era a misericórdia de Deus. Em outras palavras: Ninguém vai ao inferno. Várias oportunidades foram abertas para quem desejasse falar ao público. Não fui em nenhuma delas, pois queria ter a certeza de que Deus é que nos levou até lá. O dirigente falou: Tenho que entregar a sala para os ensaios. Preciso encerrar esta reunião. Mas, existe alguém que gostaria de dar alguma palavra? E eu fiquei quieto. Uma das jovens da RCC aceitou a oportunidade. Após ela novamente o dirigente falou: Vamos encerrar, mas antes, gostaria de ouvir aquele jovem, pois acho que ele é evangélico e nós trabalhamos com o ecumenismo. Neste momento eu fui até lá. O irmão Anderson, pediu permissão para usar o teclado e executou aquela música que diz: Ao Único que é Digno de receber, a honra e a glória, a força e o poder… Enquanto isso, eu falava a respeito do nosso Salvador baseado no cântico de Maria (Lc1.46,47). Falei que necessitávamos de um Salvador porque um dia a misericórdia de Deus iria cessar, em relação ao nosso pecado. Após aquela reunião, várias pessoas nos procuraram para conversar e quase todas elas foram ao culto junto conosco. Uma delas, batizou-se dentro de pouco tempo ´nesta Igreja evangélica. As demais, tornaram-se freqüentadoras dos cultos. Muitas vieram a aceitar o Senhor Jesus como Único e Suficiente Salvador de suas vidas. Sem falar nas portas que se abriram para trabalhos evangelísticos naquela cidade. Perceba como Deus agiu, sem que nós esperássemos. A forma como você conversa com os seus colegas sobre o jogo que passou, o filme que assistiu ou alguma coisa assim, às vezes é mais enfática que seu evangelismo. Isso é um erro! Temos que entender que evangelismo, o ide, é mais importante que qualquer outra coisa, e que não é menos verdadeiro. Quando comemos com os amigos, quando vamos a uma lanchonete ou quando fazemos qualquer outra coisa, temos que ter o ide em nossa mente (1Co 10.31), tomando cuidado para não sermos os chatos do grupo. Pois a melhor forma de evangelizarmos, é fazendo amigos. É importante lembrar também que o jovem gosta de entender aquilo que lhe é transmitido. Uma mensagem não entendida, é uma mensagem sem efeito! Hoje Deus nos dêu o “Conexão ide” que trabalha com o PROJETO-14 e já tem outros projetos como programa de rádio e evangelismos ousados.

AGORA QUE VOCÊ CONHECE MELHOR NOSSO TRABALHO, FAÇA UMA DOAÇÃO E AJUDE-NOS A CONTINUAR EVANGELIZANDO O NORDESTE BRASILEIRO.

“Cada um contribua segundo propôs no seu coração”  

2 Corintios 9.7

CONTRIBUINDO – Anote uma de nossas contas ou Solicite um Boleto e faça sua doação de qualquer valor.

   BANCO ITAÚ  Agência: 1449

  Conta Corrente: 02764 – 6

   CAIXA ECONÔMICA FEDERAL  Agência: 1914

  Conta Poupança: 95666-3 | Operação: 013

   BANCO DO BRASIL  Agência: 0608-4

  Conta Poupança: 21.085-4 | Variação: 51

 TITULAR DAS CONTAS ACIMA: JADER MEDEIROS C. JUNIOR  |  Para Doc: 068.325.274-70

BoletoSe preferir, Você pode solicitar um Boleto Bancário no valor da sua doação que chega pelo correio ou pode ir direto para o seu e-mail. CLICK E SOLICITE SEU BOLETO

::: CLICK AQUI E SAIBA EM QUAIS PROJETOS SUA DOAÇÃO É INVESTIDAOU ::: ESCOLHA AJUDAR EM ALGUM PROJETO ESPECÍFICO